quinta-feira, 21 de março de 2013

A GARRA CINZENTA


O blog "Banca dos Gibis Brazucas" traz hoje, um edição antológica dos quadrinhos brasileiros. Comecemos por conhecer os seus autores.
Renato de Azevedo Silva, nasceu no Rio de janeiro no inicio do século passado (1904), era pintor e ilustrador, e deixou uma importante contribuição para os quadrinhos brasileiros.
Em 1937, com roteiros de Francisco Armond, ele começou a publicar, em A "Gazetinha", de São Paulo, "A Garra Cinzenta".
Com um desenho clássico, a narrativa misturava elementos do policial com situações de mistério, lembrando os "seriados completos" da época, conquistou os leitores e tornou-se uma realização marcante.
Ganhou álbuns - A Garra Cinzenta teve quase cem páginas e chegou a ser exportado. A última reedição - parcial - ocorreu no almanaque do Gibi Nostálgia, número 6, de 1973.
Renato Silva depois, tornou-se ilustrador de livros didáticos e infanto-juvenis e seu ultimo trabalho importante para os quadrinhos foi uma série de treze álbuns sobre a "Historia do Brasil e do Mundo" (Editora Conquista-SP).
Foi igualmente autor de um método de desenho impresso em vários fascículos, que se vendiam muito bem. Renato Silva faleceu em 1981.
Clique na hiperligação para conhecer esta importante obra dos quadrinhos brasileiros, importante referencia para estudos das HQs do Brasil.
Ah! e não deixe de comentar esta postagens, afinal não custa nada e levará apenas poucos segundos.








9 comentários:

  1. Sabino esta edição está completa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo Lancelot,
      Está completa, pelo menos pelo não conheço nenhuma outra versão que tenha páginas adicionais.
      Abraço
      Sabino

      Excluir
    2. Amigo Sabino, acabei de baixar... realmente faltam as tres páginas finais e outras, acho que os meninos da Nona Arte optaram por não mostrar a morte do Garra para manter a mítica de mistério... Fui comparar com uma coletânea "facsimilada" que tenho aqui, os meninos saltaram do capítulo 52 ao 96 e publicaram como final o capítulo 97 e após este teria ainda mais tres capítulos ( que eram na verdade,páginas, quando arranjar um tempo vou escanear e te enviou, ok?

      Excluir
  2. Mas se vc observar,no final,dá a sensação de que vai continuar,pois ficou-se sem saber quem era a Garra Cinzenta....Abraços.Alexandre.

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo Alexandre,
    Muito bem observado por você, e acredito que esta foi exatamente a intenção do roteirista o Francisco Armond, para deixar o gancho para a continuidade da série.
    Abração
    Sabino

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo Bartolomeu,
    É por isso que eu afirmo que você é: "O Grande Mestre" conhecedor profundo das Histórias em Quadrinhos do Brasil!
    Fico muito agradecido pelos seus esclarecimentos, e assim que você me enviar o scanner iremos repostar esta grande obra na integra.
    Grande Abraço, e grato pelas informações.
    Sabino

    ResponderExcluir
  5. Com certeza. Um grande marco na história das hqs brasileiras. Mereceu este post. Parabe´ns

    ResponderExcluir
  6. Olá amigo do Cine Hq,
    Grato por suas palavras de incentivo,agradeço pelo seu comentário, que é muito importante e nos ajuda a melhorar o blog.
    Abração
    Sabino

    ResponderExcluir
  7. Reportagem bem interessante a respeito do GARRA CINZENTA

    http://blogs.estadao.com.br/a-biblioteca-de-raquel/2011/06/11/o-misterio-do-garra-cinzenta/

    ResponderExcluir