quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

RAIO NEGRO

RAIO NEGRO # 11

A postagem de hoje nos trás um grande sucesso dos quadrinhos brasileiros, o super herói: Raio Negro.
Raio Negro surgiu em 1965, criação de Gedeone Malagola, que além de desenhista é muito conhecido do publico brasileiro como um grande roteirista de histórias em quadrinhos, e também por duas outras grandes criações: O Lobisomem e A Mumia, que iremos postar no Banca dos Gibis Brazucas,  publicados pela mesma editora GEP (Gráfica e Editora Penteado) que publicava o Raio Negro.
Raio Negro era a identidade secreta do Tenente aviador da FAB (Força Aérea Brasileira); Roberto Sales, que foi o primeiro astronauta brasileiro a visitar o espaço. E neste primeiro voo tem contato com um ser extraterreste vindo de Saturno chamado Lid, que corria risco de vida em seu disco voador. O tenente Roberto o socorre e salva a vida de Lid que como recompensa o presenteia com um anel de luz negra que lhe dá super poderes.
Gedeone escreveu e desenhou 24 aventuras do Raio Negro, 11 aventuras de um outro personagem seu O Homem Lua e 3 de um terceiro personagem chamado Hydromen, num total de 460 páginas.
Conheça mais um personagem desta época em que surgiram muitos heróis dentro do universo dos quadrinhos brasileiros, clicando no link, uma boa leitura e não esqueça de deixar seu comentário.






4 comentários:

  1. Olá amigos,
    Estou postando um comentário para testar a ferramenta, pois alguns amigos estão tendo dificuldades em postar no "Banca".
    Sabino

    ResponderExcluir
  2. Pelo resultado está tudo normal.
    Sabino

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo Sabino.
    Segundo me parece a questão dos comentários só se verifica quando se pretende fazê-lo como Anónimo. Para os seguidores do blog, é só registarem-se e acaba o problema, para os visitantes é que poderá ser complicado, a não ser que consigam usar um dos perfis que são dados como opção. Eu, por exemplo, faço os comentários com o meu perfil do Google.

    O Raio Negro é um daqueles super-heróis que surgiram que nem pipocas nos anos sessenta e setenta. Eu gosto de histórias de super-heróis, e este Raio Negro, que eu não conhecia, agrada-me. Já o Hydromen, só vendo mais.

    Bem-haja por nos dar a conhecer, a alguns, como eu, e relembrar a outros, estes fantásticos heróis e super-heróis de tempos fabulosos.

    Luis

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo Luis,
    Realmente é só a pessoa colocar comentário sem o pseudônimo "anonimo".
    É verdade Luis, as editoras naquela distante década de 60, aproveitaram a carona no bonde da "Marvel" e criaram seus super heróis, alguns interessantes e criativos, outros nem tanto e por esse motivo desapareceram.
    Grato por mais um comentário.
    Abração
    SAbino

    ResponderExcluir