terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

OS GIBIS DE TERROR


O tema da postagem de hoje é de um gênero que fez muito sucesso nas histórias em quadrinhos brasileiras: as revistas de Terror.
No inicio as revistas de terror eram todas publicadas com material estrangeiro, principalmente das revistas "Eerie" e Creepy" publicadas pela editora Warren Publishing nos EUA.
Com o problema da repressão aos quadrinhos que ocorreu nos EUA desencadeada pelo psiquiatra Dr. Frederic Werthan; que escreveu o ignóbil livro: "A sedução dos Inocentes", muitas editoras foram fechadas e suas produções descontinuadas, os editores brasileiros se viram obrigados a buscar material em outras fontes inclusive material nacional, fato que muito ajudou no crescimento dos quadrinhos brasileiros, que contava com grandes artistas; que puderam assim ter as suas oportunidades.
Estamos trazendo duas postagens: uma do período antes deste terrível movimento desencadeado pelo Dr.Werthan com material estrangeiro e o outro scan de um almanaque totalmente produzido no Brasil. Notem que o material brasileiro não fica devendo nada em qualidade se comparado com o material estrangeiro

O TERROR NEGRO # 88



Esta edição de "O Terror Negro" era publicado pela editora La Selva, dos dois grandes batalhadores pelos quadrinhos nacionais: Jacomo A. La Selva e Paschoal La Selva.
Além da revista O Terror Negro, a editora La Selva publicava ainda os títulos: O Sobrenatural, Contos do Terror.
Para conhecer esta antológica edição é só clicar no link, e boa leitura. Ah! e não se esqueça de deixar seu comentário, afinal não levará mais que alguns minutinhos.



ALMANAQUE DO DRÁCULA # 21




Esta edição da revista "Seleções de Terror" que apresenta o almanaque do Rei dos Vampiros Drácula, foi publicada pela editora paulista "Taika", na longinquá década de 60, e trás duas empolgantes histórias com roteiros de uma grande conhecida do publico brasileiro: Maria Aparecida Godóy, que colaborou com muitas editoras, e as ilustrações ficaram a cargo de um dos maiores ícones dos quadrinhos do Brasil, que nasceu em Turin, norte da Itália, que veio para o Brasil em 1947: Nico Rosso. Em 1966 Nico Rosso fez parceria com R.F. Lucchetti, outro grande roteirista dos quadrinhos brasileiros e passsaram a produzir uma série de quadrinhos de terror, onde Rosso se consagrou, como nas coleções, Drácula, Naiara e O Estranho Mundo de Zé do Caixão, sem nunca deixar de fazer quadrinhos de humor, infantil e aventura.
Este scan corresponde a este período.
Destaque para a capa criada a partir de uma foto de Christopher Lee, que na época brilhava nas telas de cinema no papel do rei dos vampiros: Drácula
Clique no link para que você possa curtir a obra deste grande artista, que tanto trabalhou para o crescimento das histórias em quadrinhos brasileiras.

Ah! e não se esqueça de deixar seu comentário, afinal não levará mais que alguns minutinhos.


8 comentários:

  1. Boa noite, Sabino.
    Seja bem vindo.
    Seu blog ja esta hospedado no meu blog, MUNDOQUADRINHOS.
    Abraços,


    Ayres

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo Ayres,
      Fico muito agradecido, por você hospedar o "Banca dos Gibis", pois será uma excelente divulgação.
      Grande Abraço
      Sabino

      Excluir
  2. material da la selva é mesmo raro. a gente só ouve falar dessa editora, mas lê bem pouca coisa dela. muito obrigado por compartilhar essa preciosidade com a gente.

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo Nano,
    Temos no acervo do "Banca dos Gibis", muita coisa da La Selva e muito material raro de outras editoras que iremos compartilhar com nossos amigos.
    Muito obrigado por seu comentário, volte sempre e um Abração.
    Sabino

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo Sabino.
    Terror, Policial e Guerra, não são, nem de longe nem de perto os meus temas preferido. Se calha apanhar alguma revista, leio com agrado, mas não é coisa que eu vá à procura.
    De "O Terror Negro" gostei da primeira história. Um monstro mais humano que muitos homens. Faz lembrar o "Monstro do Pântano", o dos inícios, antes das deturpações e adulterações das DC e Marvel.

    Bem-haja por mais estas digitalizações.

    Luis

    ResponderExcluir
  5. Olá amigo Luis,
    Fico feliz de contar com a presença do amigo aqui no "Banca".
    Muitos destes temas também não me agradam, mas longe deste blog ter a pretensão de cadastrar e ou registrar as publicações dos quadrinhos brasileiros, temos o objetivo de mostrar um pouco dos artistas e suas obras, sendo assim com certeza terei de apresentar alguns gêneros que não aprecio. Como em sua maioria pretendo mostrar raridades, veremos que as produções mais antigas, traziam um teor mais sobre a aventura humana do que a violência gratuita que acompanhamos hoje.
    Vamos abordar de tudo das HQ/BDs brasileiras, inclusive os gibis para o publico infantil.
    Em resumo acredito que valerá a pena acompanhar o "Banca"; para se analisar a evolução e a "involução" (por falta de visão e a ganância dos editores); dos quadrinhos brasileiros.
    Creio que será uma experiência marcante e inesquecível.
    Grato pelo comentário e um abração.
    Sabino

    ResponderExcluir
  6. O ALMANAQUE DO DRÁCUL A 21 TÁ QUEBRADO. ARRUM AÍ.

    ResponderExcluir