terça-feira, 16 de abril de 2013

O VIAJANTE – MOZART COUTO


MOZART COUTO é um VIAJANTE; mas não um viajante comum, ele tem um dom especial. Nossas viagens são rotineiras, de lá para cá, para a escola, para o trabalho, nas férias para a praia ou para o campo; afinal nossas caminhadas pelo mundo tem fins materiais e limitados. Com MOZART COUTO ISSO NÃO ACONTECE.
Mozart tem como poucos, uma fonte imaginativa inesgotável, responsável por muitas viagens através da arte onde ele melhor se expressa, os quadrinhos.
Desde sua primeira HQ publicada na editora Grafipar em 1979, “PRESENTE DE ANIVERSÁRIO”, passando por trabalhos da editora D-ARTE, por Hakan  publicado pela editora NOBLET e por toda a produção de aventuras, de terror, de erótico e da ficção, MOZART sempre nos proporcionou viagens, sonhos e pesadelos muito reais, muito sinceros e muito humanos.
O VIAJANTE é mais que um sonho, é uma pequena fonte de energia imaginária que flui para o papel com soberbo brilhantismo. Uma procura, pela CIDADE DOS MISTÉRIOS, que em seu trajeto trás caminhos tortuosos, bonitos e traiçoeiros, uma aventura perigosa, mas totalmente necessária.
Afinal, MOZART COUTO é um artista completo, trabalha tanto o roteiro como o desenho e usa a sua arte como canal de comunicação com o mundo. E através de O VIAJANTE nos mostra uma aventura, onde procura desvendar a eterna busca da humanidade por seu passado, futuro, e razão de existir.
MOZART COUTO dá aqui os primeiros passos de uma viagem que talvez todos nós um dia façamos, e será nosso prazer, começar a segui-lo pelas páginas de O VIAJANTE.
Este álbum foi criado especialmente para ser publicado na Bélgica em 1986 e representou o reconhecimento no exterior da arte de MOZART COUTO. Só em 1989 este álbum completo foi publicado no Brasil.
Então o que você está esperando para baixar esta obra prima do grande mestre? Clique no link, boa leitura e não esqueça de deixar o seu comentário; afinal não levará mais do que alguns segundos e o seu Feedback é muito importante para nós.




Nenhum comentário:

Postar um comentário